Conservação Produtiva Gestão Sustentável da Propriedade Agrícola

Conservação Produtiva
Princípios básicos da Administração

Estes princípios foram desenvolvidos por Henry Fayol, baseados nos estudos de Frederick Taylor e podem ser aplicados a qualquer tipo de organização.

  1. Divisão do trabalho – O trabalho é separado em tarefas básicas e dividido entre trabalhadores individuais ou grupos de trabalho que se podem especializar numa tarefa específica, favorecendo a eficiência da produção e aumentando a produtividade.
  2. Autoridade – É o direito legítimo de exercer poder dentro da organização para obter a obediência do trabalhador. Ela é muito parecida com a responsabilidade, que é a obrigação oriunda do uso da autoridade. Responsabilidade é a contrapartida da autoridade.
  3. Disciplina – É a necessidade de estabelecer regras de conduta e de trabalhos válidos para todos os funcionários. A ausência de disciplina gera o caos na organização.
  4. Unidade de Comando – Cada trabalhador deve receber ordens de um único chefe. Esta visão simplificada diminui os conflitos e promove a clareza de comunicação.
  5. Unidade de direção – Todas as unidades de uma organização devem seguir em direção aos mesmos objetivos, através de um esforço coordenado.
  6. Subordinação interesses individuais (ao interesse geral) – A meta e os interesses gerais da organização devem prevalecer sobre os interesses individuais.
  7. Remuneração – Deve ser suficiente para garantir a satisfação dos funcionários e da própria organização. O cálculo para a compensação deve considerar o custo de vida, o clima econômico geral, as condições específicas do negócio, a oferta e procura de tais trabalhadores e os níveis de produtividade atingidos.
  8. Centralização (ou Descentralização) – As atividades vitais da organização e sua autoridade devem ser centralizadas. Aos subordinados, devem ser delegadas responsabilidades com autoridade suficiente apenas para a realização da tarefa designada.
  9. Linha de Comando (Hierarquia) – Deve existir a defesa incondicional da estrutura hierárquica, respeitando à risca uma linha de autoridade fixa. A autoridade e a responsabilidade são delegadas de cima para baixo e se tornam menores à medida que descem a cadeia de comando.
  10. Ordem – Deve ser mantida em toda a organização, preservando um lugar para cada coisa e, cada coisa em seu lugar.
  11. Equidade – A justiça e a igualdade devem prevalecer em toda organização, justificando a lealdade e a devoção de cada funcionário à empresa.
  12. Estabilidade dos funcionários – Empresas bem sucedida, retêm bons funcionários. Uma rotatividade alta tem consequências negativas sobre o desempenho da empresa a e a moral dos funcionários.
  13. Iniciativa – A Administração deve encorajar a iniciativa dos funcionários definidos como um esforço adicional de trabalho para o bem da organização.
  14. Espírito de equipe – O trabalho deve ser conjunto, facilitado pela comunicação dentro da equipe. A administração deve manter a harmonia e os interesses em comum, que resultam em boas relações entre os funcionários.
Ednaldo Ribeiro Bispo Eng. Agrônomo
Fontes: CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração. 1993
SILVESTRINI, Rubens. Apostila Curso de Pós-Graduação em Agronegócio. 2002. Rondonópolis/MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

RSS Notícias